quinta-feira, 7 de março de 2013

Um fim de mundo chamado Twinbrook

Não acreditei quando coloquei os pés em casa, parecia uma eternidade aquele tempo em Monte Vista. Foi bom ver meu primo que não via há muitos anos e a sua família que eu acabara de conhecer, mas nada melhor do que estar em casa. Por pouco tempo, eu havia prometido à Lana que iria para Twimbrook convencer a louca da Sam a voltar para a cidade. Faltava avisar ao Miguel sobre isso. Ele estava no quarto.
- Amor senta aqui... – O puxei ali no chão mesmo e sentei de frente a ele. – Vou para Twimbrook antes do amanhecer, de carro mesmo, e não vou ficar mais do que dois dias. Preciso ajudar a Lana a convencer a surtada da Sam a voltar para Bridgeport. – Claro que ele não gostou da ideia, mas não era algo para ser discutido, ele queria que eu levasse pelo menos a Alice, mas queria pelo menos ter a liberdade de curtir uns dias só eu e minhas amigas. E de qualquer forma não iria demorar mesmo



Cheguei horas depois, e qual outro lugar do mundo eu corria o risco de quase atropelar um cavalo selvagem que atravessou na frente do meu carro? Olhei pelo retrovisor depois do susto para constatar que nada de grave havia acontecido com o bicho além do susto. Claro que naquele fim do mundo o sinal do GPS do carro também havia simplesmente evaporado logo após cruzar a ponte. – Estava em frente à delegacia, ironia, não é? Desci e mandei uma mensagem pra Lana perguntando aonde a Sam se escondia, quer dizer, mora. Não era difícil de chegar eu estava perto, mais uns dez minutinhos no máximo. 



Cheguei e coloquei meu carro o mais longe possível, subi a escada em silêncio, tive o cuidado de prestar atenção ao numero da casa, já pensou eu aprontar algo na casa errada? Toquei a campainha diversas vezes e bati com força na porta. Lembrei-me do meu tempo de adolescente travessa. Tentei mudar o máximo a minha voz a deixando mais grave e rouca. 
- Sam?! Sam?! Ai eu corri e me escondi atrás de uma pilastra e fiquei esperando ela aparecer. 



Ela saiu e olhou para os lados a procura de alguém, mas não achou. Eu não estava mais aguentando segurar a risada então pulei nela agarrando-a pelas costas, ri mais ainda do susto que consegui provocar na minha amiga, e o grito...
- Saudades amoreca? 
- Quer me matar do coração Deh?! Isso lá é coisa que se faça? – Não conseguia responder, eu mal conseguia respirar direito de tanto rir.



Lana logo apareceu na varanda e abracei as duas. 
- Vim ajudar a Lana a colocar juízo na sua cabecinha e te arrastar de volta para Bridgeport dona Sam nem que seja a força, portando nada de desculpas. Agora me diz... O que vamos fazer mesmo hoje? Meu tempo aqui é curto, acabei de chegar de Monte Vista e estou cansada, porém eu espero que tenha algo decente para fazer nesse fim de mundo a não ser atropelar cavalos, quero aproveitar o momento com as minhas amigas. Algo como sair para beber... Vende bebidas na cidade, não vende? – Provoquei – Mas não se preocupe com isso, se não vende eu trouxe meu próprio estoque para bebermos aqui mesmo na sua casa se for necessário e talvez até seja mais seguro. 

12 comentários:

  1. Ownnn!!!! Tão bom ter minhas duas malucas favoritas por perto!!! <3
    Se não tiver nada pra fazer por aqui, a gente inventa!!! O importante é curtir cada minuto perto de vcs!! Mas Dekita... acho melhor vc deixar a bebida pra lá rsrsrs

    Beijooooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc nos abandona o jeito é correr atrás de você u.u' Bom inventar mesmo, logo volto pra casa e preciso descansar um pouco =\ É a bebida podemos beber na sua casa pra não correr o risco de sair dançando em cima dos balcões da cidade kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Beijos amoreca!!



      ;*

      Excluir
  2. Quase não te reconheci nessa última fala, mas tá... kkkkk
    Vaão beber e nem chamam ¬¬' Tomara que entrem em coma também. uu'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu de vez em quando gosto de beber um pouco, mas o problema é que eu vejo dobrado quando isso acontece e me da vontade de dançar em cima de balcões kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Vamos marcar um dia pra nós então!!


      ;*

      Excluir
  3. Cuidado para não dinamitarem a cidade... As três juntas em um lugar tão pequeno são uma verdadeira explosão!
    Un câlin!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou a mais calma das três, mas acho que nem com muito esforço vamos arrumar algo decente para fazer aqui .-.


      ;*

      Excluir
  4. Que bom que você chegou! Guarda essa bebidaa pra volta que primeiro nós vamos abalar Twinbrook!

    Bjussssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abalar? Tem certeza? a única coisa que eu vi na cidade foi um cavalo e nem uma outra coisa viva além das plantas e árvores!



      ;*

      Excluir
  5. Gostei de ver as três juntas de novo, pena ser por pouco tempo!
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  6. Agora sim... as 3 juntas é outra coisa! torcendo pra que vc consiga junto com a Lana, a levar de volta pra Bridge a doida da Sam...

    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conseguimos Luma, o esforço valeu a pena \o/




      ;*

      Excluir