quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Uma noite pela ilha

Pelo menos uma noite eu teria que me divertir nessa ilha e seria essa noite, estava decidido. Troquei de roupa depois de um banho relaxante, escolhi uma roupa e arrumei meus cabelos que parecia perfeito para o lugar. Liguei para o serviço de táxi local para me pegarem em meia hora. Ultimo retoque feito desci a escada e fui em direção à porta.

- Aonde vamos?
- Sinceramente você eu não sei, mas eu estou indo conhecer a noite na cidade. – Respondi malcriadamente. Segundo a Lana é ruim, porém eu estava disposta a arriscar.
- Vou me trocar e eu vou com você.
- Sei me defender e n... – Ele me deixou falando sozinha – Odeio que façam isso comigo.



Sai apressadamente pela porta e esperei desesperadamente que o táxi chegasse antes do carrapato do Devin resolvesse mesmo vir atrás de mim e deu certo. Cheguei em pouco tempo em um lugar chamado “Local Quente” só se for quente pelo sol já que estava deserto. Fiquei decepcionada ao ver o lugar tão charmoso vazio.
- Um ótimo lugar para ficarmos a sós – Claro que nem precisei virar para conhecer a voz do meu amigo logo atrás de mim.
- Como me achou aqui? Perguntei sem me virar.
- Igual nos filmes. Disse ao motorista: Siga aquele taxi... Sabe como é, né? – Bem assim não da pra ficar e antes de sair dessa ilha tenho que ter uma conversa séria com ele.


Estava dando meia volta quando chegaram alguns homens que vieram nos cumprimentar. Claro que fomos reconhecidos e um pediu licença e se dirigiu ao bar – Era o que talvez eu precisasse, uma bebida... Fui até ele
- Andrea Montez eu posso preparar algo para você beber?
Fiz o sinal com o indicador e ele se aproximou – Puxei seu rosto mais próximo para que não precisasse falar muito alto alguém estava atento demais aos meus gestos.
- Poderia, por favor, fazer uma bebida para mim? Algo forte, por favor. –
Foi engraçado perceber que o homem se arrepiou ao meu toque. 


Fui rodeada por eles e todos estavam bebendo e eu contando algumas coisas sobre o mundo do cinema apenas o Devin mantinha certa distancia com cara de poucos amigos e atento como um cão de guarda. Estava começando a me irritar seriamente com ele mesmo assim não iria me preocupar com isso agora.
Peguei só mais uma bebida – a última dos meus planos dessa noite e ficaria ali só mais um pouco, já estava ficando entediada principalmete com o loirinho que era o mais tagarela de todos.



Devin cansado de ficar naquele lugar pediu licença para os rapazes que sairam de perto.
- Hora de voltarmos pra casa, está ficando tarde e já esta bebendo mais do que deveria.
- Pode deixar que eu sei me cuidar, pode ir embora e me deixar aqui que eu volto sozinha.
- Vou te esperar lá fora, não vou te deixar aqui sozinha depois de ter bebido – E desceu – Que graça eu tenho um guarda costa particular, não é um amor? <3
Pior que eu não posso mesmo beber ainda mais em um lugar desconhecido e com pessoas desconhecidas. Minha cabeça já estava começando a dar voltas.
Dei tchau para o pessoal e desci com a mão apoiando no corrimão. Alguns passos depois ele estava ali parado e impaciente. 



Ele chamou o táxi e logo estávamos de volta à mansão. Meu estômago estava embrulhando e minha boca estava com um gosto estranho daquela bebida forte que eu não tinha noção do que era. Passei correndo para a cozinha e fui beber um suco ou algo para ver se aliviava a sensação. Logo ele estava ali novamente e retirou o suco da minha mão.
- Ei me devolve! – gritei com ele.
Antes que terminasse de raciocinar ele colocou a mão direita embaixo do meu braço esquerdo e me virou sem sua direção.
Nesse movimento minha cabeça voltou a girar.
- Devolvo sim, mas antes eu preciso fazer uma coisa e não da mais pra aguentar. Espero que não fique brava ou chateada e já que faz questão das desculpas então desculpe-me por isso. Ele inclinou sobre mim e começou a beijar meu pescoço.
- Melhor me soltar Devin...




Ele não me obedeceu e com a sua mão esquerda pegou minha perna por trás e deu um impulso que me fez sentar no balcão.
Ele deslizou sua mão que estava na minha perna mais pra cima e me puxou de encontro ao seu corpo. Não sou inocente e sabia até onde ele queria chegar e quando tentei sair ele me puxou para que me corpo inclinasse de encontro ainda mais a ele e levantou seu rosto e me beijou. Nem de longe parecia aquele beijo que ele me deu durante as filmagens ali não tinha plateia e ele se sentiu mais a vontade de dar um beijo mais abrasador. Afastei devagar segurando seu rosto.
- Está feliz? Não vai dar pra continuarmos amigos você agindo desse jeito. Por favor, pare de me seguir e não me dirija mais a palavra. Dessa vez eu falei com calma, mas tenham certeza que quando eu falo assim é bem pior do que quando grito

 



13 comentários:

  1. Dekinha, quando vc faz cara de quem gostou tb é pior do que qndo faz cara de que não gostou? rsrsrs
    Pq vc tá com cara de quem tava ADORANDO!! rsrsrs
    Quanto tempo mais vcs ficam aí?
    Quero ver até quando vc vai resistir as investidas do Devin...

    ps: Ele tá malhando? ele não era assim não... .baba.

    Beijooooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não estava com cara de que estava adorando é minha cara pra me acalmar ou pegava uma faca ali e arrancava fora o volume dele u.u'
      Eu espero que no máximo dois dias, mas por mim não ficaria nem mais um ¬¬' Sam eu só vi ele correndo um dia pela praia, ficou interessada, né? kkkkkkkkkkk
      NÃO EU NÃO ME INCOMODO, NÃO TENHO CIÚME DELE, NÃO TENHO NADA COM ELE! FIQUEM A VONTADE (antes que perguntem ¬¬')


      ;*

      Excluir
    2. Sei não Dekinha... essa sua cara de "estou me acalmando" parece muuuuuuuuito com uma cara de "Hummmm isso!! Continua!!" hehehehe
      Dois dias? Ahhhhh Devin ainda tem tempo hehehe
      e eu acho que essa noite não acabou por aí... vc que não quis contar o resto pra gente...
      E não adianta vc ficar empurrando ele pra gente... Ele quer vc, gostosona!! rsrsrs
      Beijoooooooos

      Excluir
    3. u.u'

      Devin tem tempo pra ficar longe de mim para o bem do saco dele /falomermo
      A noite não acabou por ai mesmo não eu fui tomar banho e ler um livro até cair no sono.
      E ele eu não sei e não me interesso, mas no mínimo foi tomar um banho beeeem gelado pra se acalmar e pensar nas bobagens que anda fazendo (ou tentando fazer).

      Excluir
  2. Porque não dá, Deka?
    O sábio nerd Raj já dizia que achar que sexo estraga a amizade, é como dizer que calda de chocolate estraga o sorvete! Hahahahahaha!

    MANDA VER! Também achei que sua cara foi de quem gostou e não foi pouco! Ninguém tá vendo boba, e se você não contar pro Miguel, eu também não conto! kkkkkkkkkkkkkk

    Bjussssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou nem discutir sobre isso com você Lana. Vamos pensar assim... Vc quer que eu vá pra cama com ele e ele grude em mim como chiclete ai acha mesmo que o Miguel é otário? Ele vai me deixar e eu vou mudar pro SEU apartamento com MEUS FILHOS e vou chorar DIAS E DIAS e me lamentar por MESES E MESES nos SEUS OUVIDOS... fora o choro das crianças e o cheiro delas que você adora é claro u.u'
      Sei que agora me entende asuhuahsuahsuahushaushau


      ;*

      Excluir
    2. Nossa que drama por conta de uma trepada! Acho que você tá traumatizada e acha que todo homem é grudento como o Miguel... Mas ok, prefiro que Devin tenha tumor no saco, como diz o Rick, do você chorando no meu apartamento com dois remelentos espalhando sujeira e mau cheiro no meu apartamento.

      Bjusssssssssssss

      Excluir
    3. Não é drama eu amo meu marido coisa que você não sabe o que é então tenho medo de perde-lo. Ele gruda em mim meeeesmo e eu adooooooro nem imagina o quanto <3 Amo mais quando o grude está em 100% ashaushuahsuahsuhausa
      Devin não precisa ter tumor ele pode se aliviar com as piriguetes por ai ué até achar a pessoa certa pra ele (que não sou eu) =P
      Minhas crianças cheiram melhor do que você e sua cola de cabelo u.u'

      Excluir
  3. Como você deixa o cara te beijar assim se não quer nada com ele? Mas sério, Devin nem merece minha piedade... Se fosse eu, não seria só um beijo!

    Un câlin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele sabia que eu não queria e ele ficava rodeando e me cercando aonde eu ia mesmo assim. O principal foi que não respeitou os limites que eu impus e avançou o sinal novamente e foi ai que ele perdeu totalmente a minha amizade.
      Bem Lamarca com as coisas que a Lana fala sobre você quem sabe eu não iria querer matar a curiosidade? asuhauhsuahsuhaus
      Brincadeiras a parte não me imagino traindo meu marido



      ;*

      Excluir
    2. Você sabe, eu nunca começaria nada sem terminar, faz parte da minha natureza não deixar os negócios inacabados.
      Mas como você disse é só brincadeira mesmo. Eu não me meto com mulheres casadas, principalmente as bem casadas como você, ainda mais conhecendo seu marido. Tanta mulher avulsa por aí...

      Un câlin

      Excluir
  4. Pelo que eu senti ele estava muito animado para tentar me convencer a ir além daquele beijo, mas nem que eu tivesse que quebrar a cara dele ali eu me soltaria. E viva a defesa pessoal \o/
    Hum... Não se meteria com mulheres casadas é?


    ;*

    ResponderExcluir